Você sabe o que é FPS ou fator de proteção solar?

A distância entre o Sol e a Terra é de 150 bilhões de quilômetros e mesmo assim a força dos raios que atingem nosso planeta é muito alta. Entre as emissões que vêm do sol, estão:

• radiação infravermelha (50% atinge a terra e é principalmente responsável pelo calor),

• luz visível (fornece energia luminosa e nos dá visão)

• e a radiação ultravioleta, incluindo os raios UVA, UVB e UVC, estes últimos são completamente filtrados pela camada de ozônio e não atingem a terra.

 

• UVA. Penetra profundamente na derme, danifica o colágeno, diminui a produção de elastina e causa fotoenvelhecimento prematuro. Também estimulam a produção de melanina, favorecendo a hiperpigmentação e o aparecimento de manchas na pele. Eles contribuem para o câncer de pele em 35%.

• UVB. Radiação mais energética do que UVA. Afeta a epiderme, causando queimaduras solares e danos ao DNA. Eles contribuem para o fotoenvelhecimento e o câncer de pele em 65%.

• UVC. É retido pela camada de ozônio.

 

O fator de proteção solar (FPS), indica por quanto tempo um creme de proteção solar é capaz de aumentar a capacidade natural da pele de se proteger contra a vermelhidão antes de uma queimadura.

Por exemplo, uma pessoa de pele clara que normalmente começa a queimar após 10 minutos ao sol, com um creme FPS 15 demoraria 15 vezes mais, ou seja, 10 x 15 = 150 minutos (2 horas e 30 minutos).

O FPS é medido em condições controladas em laboratório e as características e hidratação de cada pele, a quantidade de creme utilizada e as condições ambientais durante a exposição não são as mesmas encontradas em ambiente de laboratório, portanto, são valores aproximados. Para uma proteção correta e duradoura, devemos reaplicar o creme durante a exposição conforme a demanda da pele.

Precisamos do sol para viver e para a vida existir, além de fornecer calor, é a principal fonte de vitamina D, que ajuda a fixar o cálcio absorvido pelo organismo, necessário para a manutenção adequada de ossos fortes e saudáveis.

Como recomendação, os excessos costumam não ser bons, por isso a exposição ao sol deve ser na medida certa e sempre com o creme protetor adequado.